Home / Capa / No Acre, Amazonino pede união de governadores na defesa da Amazônia

No Acre, Amazonino pede união de governadores na defesa da Amazônia

O governador do Amazonas, Amazonino Mendes, pediu união na defesa da Amazônia, na noite desta quinta-feira, dia 26 de outubro, durante o 16º Fórum de Governadores da Amazônia Legal, em Rio Branco (AC). No encontro, que marcou a implantação do Consórcio Interestadual de Desenvolvimento Sustentável da Amazônia Legal, Amazonino informou que participará da Conferência das Partes das Nações Unidas sobre Mudança do Clima (COP-23), prevista para ocorrer em Bonn, na Alemanha, em novembro.

“Se reunirmos e unirmos a Amazônia, nos dermos as mãos, nós seremos uma força formidável deste país. Faremos com que este país planeje e respeite. A questão é extremamente importante no que diz respeito ao teu futuro, ao nosso futuro. Unidos, vamos a Bonn falar uma única palavra que é a busca dessa interação (desenvolvimento e floresta), respeitando a vida do nosso povo e a aspiração mundial de salvação do planeta”, comentou o governador.

Amazonino Mendes destacou a importância do consórcio, que será uma ferramenta para facilitar a captação de recursos para investimentos nos Estados da Amazônia Legal: Amazonas, Acre, Amapá, Maranhão, Mato Grosso, Pará, Rondônia, Roraima e Tocantins. O governador assinou, ainda, a Carta Rio Branco com propostas voltadas para as áreas do meio ambiente, turismo, segurança e comunicação.

 

“Esse encontro é extremamente apropriado. A propósito do consórcio, explicando o que gostaria que fosse, nominando os pontos básicos, dessa integração, dessa união, imagino eu que consigamos isso. Será o primeiro grande passo. Sempre sonhei lá atrás com essa unidade da Amazônia. Nós, governadores da Amazônia, estamos muito conscientes disso. Eu quero estar à frente deste processo”, declarou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *