Sergio Muniz assume Adaf e a responsabilidade da defesa agropecuária no Estado do Amazonas

O diretor-presidente da Agência de Defesa Agropecuária do Estado do Amazonas (Adaf), órgão vinculado à Secretaria de Produção Rural do Amazonas (Sepror), Sergio Muniz, assume a pasta após decreto publicado nesta quinta-feira (09/11), no Diário Oficial do Estado do Amazonas (DOE).

Durante a manhã de hoje, servidores da casa e representantes do Sistema Sepror (Idam, Adaf, Sepa e ADS) deram as boas vindas ao atual gestor da pasta, em reunião realizada no auditório da agência de defesa.

Responsabilidade – Em seu discurso, Sergio reafirmou o compromisso do governador Amazonino Mendes diante o trabalho da defesa agropecuária no Amazonas. “Existe um grupo da defesa agropecuária do Estado do Amazonas e, para isso eu estou aqui, para contar com o trabalho de cada um servidor da casa”, destacou.

Em 2013, Sergio assumiu a diretoria da antiga Comissão de Defesa Animal e Vegetal do Amazonas (Codesav). Em seguida, através da Lei 3.801, de 29 de agosto de 2012, foi criada a Agência de Defesa Agropecuária e Florestal do Estado do Amazonas (Adaf) e, consequentemente, tornou-se gestor do órgão.

“Lembro que deixei a presidência da Adaf em um momento muito difícil, onde buscávamos mudar o status estadual quanto ao risco da febre aftosa. E agora estamos em uma recuperação econômica, que a gente tem que ser um motivador, incentivador, por que o setor primário pode muito bem dar a resposta que esse Estado está precisando, que os outros estados já deram em função dos investimentos que foram feitos”, destacou.

 

Adaf – A Agência foi criada com a finalidade de elaborar, coordenar e executar a política de defesa agropecuária no Estado do Amazonas, garantindo a preservação e a sanidade do patrimônio animal e vegetal do Estado, bem como promovendo a idoneidade dos insumos e dos serviços utilizados na agropecuária, a identidade e a segurança higiênico-sanitária e tecnológica dos produtos agropecuários finais destinados aos consumidores.

Histórico – Sergio Muniz é formado em medicina veterinária pela Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE). Iniciou a carreira no setor primário na Empresa de Assistência Técnica do Estado do Amazonas (Emater). Atuou como médico veterinário na Companhia de Desenvolvimento do Estado do Amazonas (Ciama) e no Idam em sua área de formação, como extensionista, gerente de produção animal, assessoria técnica e diretoria.

Compromisso com o governo federal – Sergio Muniz destacou que o Governo do Amazonas assumiu um compromisso com o governo federal, através do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), em tornar o Brasil todo livre da febre aftosa, ou seja, não depende mais de uma questão estadual, e sim nacional.

Segundo ele, o Amazonas terá o compromisso e o dever de seguir firme na integração de um sistema de defesa agropecuária unindo os esforços do Sistema Sepror, especialmente do Idam que atua em 62 municípios e a Adaf em 51, as secretarias municipais de produção, o Conselho Regional de Medicina Veterinária do Amazonas (CRMV-AM), Federação de Agricultura e Pecuária do Amazonas (Faea), os produtores rurais e suas organizações.

“O governador Amazonino Mendes nos confiou essa missão e o secretario José Aparecido (Sepror) reforçou. E nós estamos aqui para prestar o melhor serviço possível que essa equipe possa dar, para que nós atendamos as expectativas que neste momento estão sendo confiadas”, destacou.

FOTO: DIVULGAÇÃO/ADAF

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *