Polícia invade as ruas de Manaus

Em contra-ataque à desestabilização dos presídios em Manaus e ao terrorismo criado na população pelas redes sociais, o governo do Estado coloca o sistema de segurança pública nas ruas para caçar os fugitivos e evitar a matança entre as facções criminosas. Mais de 500 policiais patrulharão a cidade, neste fim de semana, fazendo blitze e vistorias pessoais. Além disso, o efetivo policial das muralhas das cadeias receberá metralhadoras, escopetas, pistolas e bombas de efeito moral. Até o helicóptero da Polícia Federal vai dar apoio às aeronaves da PM. E as visitas aos presos também foram suspensas.

Mais de 500 servidores da segurança pública do Estado saíram às ruas na noite de ontem (6) em reposta à instabilidade que organizações criminosas tentam impor nos últimos dias à população amazonense, seja por meio de vídeos, fotos, músicas e cartas.

A estratégia de coibir e devolver a sensação de segurança é promovida pela Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM). Durante o período, o policiamento em todas as zonas da cidade será reforçado e contará com apoio de órgãos da Corregedoria Geral, Polícia Civil (PC), Polícia Militar (PM), Departamento de Polícia Técnico Científica (DPTC), Departamento Estadual de Trânsito (Detran) e Corpo de Bombeiros Militar do Amazonas (CBM-AM). “Estamos realizando, a partir de hoje, uma força tarefa para aumentar o policiamento ostensivo na capital. Há muitos boatos espalhados na cidade, mas que necessariamente não passam disso”, informou o diretor do Departamento de Polícia Metropolitana (DPM), delegado Jorge Eloi de Souza. Para o delegado, não há confirmação de que os últimos acontecimentos nas ruas da cidade envolvendo homicídios e roubos esteja ligado as brigas entre facções que resultaram na morte de 60 presos no último fim de semana.

“Estamos colocando nosso efetivo nas ruas, de forma mais atenta, levando em consideração o que ocorreu nos presídios, mas atuando como sempre dentro da normalidade”, enfatizou. A ação segue determinação do secretário da SSP, delegado federal Sérgio Fontes. “Estamos trabalhando para trazer tranquilidade para a população. Vamos fiscalizar ruas, bares, casas noturnas e áreas consideradas de risco, como possíveis pontos de comercialização de drogas”, disse o delegado-geral-adjunto da PC-AM, Izair Soares da Silva, Colaboração das comunidades é importante para desempenho das atividades policiais no período

Em tempo