Home / Capa / MP investiga pagamento de propina de até R$ 20 mil para ex-vereadores de Careiro

MP investiga pagamento de propina de até R$ 20 mil para ex-vereadores de Careiro

O Ministério Público do Estado do Amazonas (MP-AM) planeja pedir a prisão de 13 ex-vereadores e do ex-vice-prefeito do município de Careiro, Nailson Guedes (PSD), por suposto recebimento de propina que variava entre R$ 6 mil a R$ 20 mil, para acobertar as ações de uma organização criminosa formada por ex-secretários municipais e empresários sob a chefia do ex-prefeito Hamilton Villar (PMDB).

O grupo é acusado, pelo MP-AM, de ter desviado, de 2013 a 2016, R$ 10 milhões dos cofres do município. O mensalinho na Câmara de Careiro foi denunciado em colaboração premiada por um dos réus da operação “Apagar das Luzes” – Antônio José de Oliveira Gonçalves, conhecido como “Antônio Preto” (foto abaixo).

Dos 13 ex-vereadores, cujos mandatos encerraram em 2016, suspeitos de receber propina, cinco foram reeleitos: Roberval Vieira Lima Martins (PSC); Raimundo Nonato Mendes Marinho, conhecido como Caximbo (DEM); Euclides Bendaham Macedo (PTB); Sebastião Cordeiro de Moraes, conhecido como Sabá Cordeiro (PSB) e Osmar de Melo Almeida Júnior, conhecido como Júnior Melo (PSL). Um sexto parlamentar beneficiado com o “mensalinho” é hoje o vice-prefeito do município, José Renato Freitas Lira, chamado de “Tay Lira”, do DEM.

Outros sete parlamentares denunciados, que não conseguiram se reeleger, beneficiados pelo esquema, segundo o MP-AM, são: Valdimar Vieira Felizardo (PR); Conceição Moura de Oliveira (PSDB); Izaque Lira de Paula (PSD); Carlos Tavares de Lima (PR); José Martins de Lima, conhecido como Carimbó (PRP); Gleuson Mesquita de Lima (PSB); João Doza de Oliveira Neto (PMDB).

Portal Acrítica

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *