Home / Capa / COPA DO MUNDO NESTA TERÇA-FEIRA (26)

COPA DO MUNDO NESTA TERÇA-FEIRA (26)

Jogo de vida ou morte para a Argentina. Em último lugar no grupo D, o time de Messi entra em campo sob pressão, precisando derrotar a Nigéria e sabendo que somente a vitória pode não ser suficiente. Com apenas um ponto, os argentinos precisam torcer para a já classificada Croácia bater a Islândia. Caso contrário, os comandados de Sampaoli terão que dar o sangue para superar os islandeses no saldo de gols. No Brasil, o presidente Temer recebe o vice-presidente dos Estados Unidos, Mike Pence. A reunião discutirá a detenção de crianças brasileiras em abrigos no território americano e o fluxo migratório de venezuelanos ao Brasil.

Copa do Mundo: 13º dia

Messi, Guerrero (Foto: Infoesporte)Messi, Guerrero (Foto: Infoesporte)

Messi, Guerrero (Foto: Infoesporte)

11h – Dinamarca x França (Grupo C)

Já nas oitavas, a França encara a Dinamarca, que ainda tenta se garantir na próxima fase. A seleção francesa pode poupar alguns jogadores na partida; melhor para os dinamarqueses.

11h – Austrália x Peru (Grupo C)

A Austrália só tem chance de se classificar se vencer o já eliminado Peru e se a França bater a Dinamarca. Os peruanos, no entanto, não pretendem facilitar a vida dos rivais. O time de Guerrero espera sair da Copa com pelo menos uma vitória para honrar os 20 mil torcedores do país que viajaram à Rússia.

15h – Nigéria x Argentina (Grupo D)

A Argentina entra em campo para evitar um vexame na Copa. O time de Messi ainda não venceu na competição e é o lanterna do Grupo D. Embora em situação delicada, os argentinos ainda têm chance de ir às oitavas. Para isso, precisam vencer a Nigéria e torcer por um tropeço da Islândia.

15h – Islândia x Croácia (Grupo D)

A derrota para a Nigéria não abalou a confiança da Islândia para buscar a vaga nas oitavas em sua primeira Copa do Mundo. E é acreditando no seu potencial que a equipe que empatou com a Argentina na estreia vai para a partida contra a Croácia, líder do Grupo D. Mas os islandeses não dependem só de si, precisam do resultado favorável no outro jogo da chave. No entanto, é unânime a ideia de não deixar que o placar do jogo simultâneo interfira no desempenho islandês dentro de campo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *