Home / Capa / ALE-AM obriga governo a dar 24,5% de reajuste ao servidor da saúde

ALE-AM obriga governo a dar 24,5% de reajuste ao servidor da saúde

Em uma conta que fatiou os percentuais de aumento salarial de 24,52% até 2019, os servidores da saúde do Amazonas saíram da sessão de hoje da Assembleia Legislativa (ALE-AM) aliviados com antecipação de 4% de reajuste que foi proposto pelo Governo do Estado para pagamento só em 2020.

O total de ganho salarial é dividido da seguinte forma:

  • 10,85%, a partir de 1º de maio de 2018, conforme proposto pelo governo, das datas-bases de 2015 e 2018;
  • 9,27%, a contar de 1º de maio de 2019, da data-base de 2016;
  • 4,08%, a contar de 1º de maio de 2019, da data-base de 2017.

Os 19 deputados presentes à sessão aprovaram os valores por unanimidade. Houve apenas uma emenda, do relator do projeto de lei, deputado Abdala Fraxe (Podemos), que antecipou os 4,08% de maio de 2020 para maio de 2019. A base aliada do governador Amazonino Mendes (PDT) não teve força para derrubar essa proposta do relator.

Tanto o presidente da casa, David Almeida (PSB), quanto o vice e relator, Fraxe, defenderam a emenda apontando que os servidores da saúde já têm bastante prejuízo sem ganhar reajuste salarial desde 2014.

Serafim Corrêa (PSB), José Ricardo Lula (PT), Luiz Castro (Rede) e Sabá Reis (PR) foram outros parlamentares que também saíram em defesa da emenda.

Como o projeto é de autoria do Executivo, o governador precisa ainda sancionar o que foi aprovado pela ALE-AM.

FONTE BNC

Foto: Divulgação/ALE-AM

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *